Brasil segue a visão da ONU e não reconhece Hamas como terrorista, afirma Lula


O Brasil não reconhece o Hamas como organização terrorista, seguindo a visão da Organização das Nações Unidas (ONU), afirmou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta sexta-feira (27). No entanto, ele disse que o país vê as ações do grupo radical islâmico como atos terroristas.

“A posição do Brasil é a mais clara e nítida possível. O Brasil só reconhece como organização terrorista aquilo que o Conselho de Segurança da ONU reconhece, e o Hamas não é reconhecido pelo Conselho como organização terrorista, porque ele disputou eleições na Faixa de Gaza e ganhou”, declarou Lula em café da manhã promovido para jornalistas no dia do seu aniversário de 78 anos.

“O que nós dissemos é que o ato do Hamas foi terrorista. Dissemos isso em alto e bom som. Que não é possível fazer um ataque, matar inocentes, sequestrar gente, da forma como eles fizeram, sem medir as consequências do que acontece depois, porque, agora, o que nós temos é a insanidade do primeiro-ministro de Israel, querendo acabar com a Faixa de Gaza, esquecendo que lá não tem só soldados do Hamas, mas mulheres e crianças, as grandes vítimas da guerra”, completou.

Lula também reforçou seu compromisso em resgatar os brasileiros que estão na região do conflito no Oriente Médio e que pretende dialogar com todos os lados para atingir esse objetivo.

“Nós não deixaremos um único brasileiro ficar em Israel ou na Faixa de Gaza. Nós vamos tentar buscar todos, porque esse é o papel do governo brasileiro. Se eu tiver informação a ‘Lula, tem o presidente de tal país que é amigo do Hamas’, é para esse que eu vou ligar: ‘fala para o Hamas libertar o refém!’”, comentou o presidente.

CNN Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário