MÃE MATOU A FILHA DE 1 ANO A FACADAS APÓS DISCURSSÃO COM O MARIDO NA PARAÍBA


Uma mulher matou a própria filha identificada como Júlia, de um ano, na manhã desta quinta-feira (26), e depois se entregou à Central de Polícia Civil, em João Pessoa.

O crime aconteceu dentro do apartamento da família. A mãe, de 27 anos, chegou na Polícia ainda com sangue na mão. Em conversa com o delegado Bruno Victor, a mulher disse houve uma briga com o marido e acabou matando a criança. Na discussão, os pais debateram sobre separação e com quem ficaria a guarda da menina.

“Estávamos na base quando a jovem chegou com as mãos cheias de sangue, alegando que tinha esfaqueado a filha de um ano. Fomos até o local e a criança estava lá no berço toda esfaqueada”, disse o delegado Bruno Victor.

Em entrevista à imprensa, a mulher disse que estava arrependida do crime. O pai da criança, que não quis se identificar, disse que estava em processo de separação com a companheira.

“A gente estava passando por um momento difícil. A gente discutia muito e aí decidi terminar o relacionamento. Ela uma pessoa muito surtada, complicada. Então saí da nossa casa pra terminar. Me comprometi a pagar R$ 200 por mês de pensão, dava R$ 800 por mês. Se eu ameaçasse a guarda compartilhada saberia que isso poderia acontecer”, desabafou.

O homem disse que estava trabalhando como motorista de alternativo e viu a movimentação de ambulâncias perto da casa. A Polícia, então, colocou ele dentro de um carro e o levou para Central de Polícia, onde foi informado da morte da filha.

* Focoelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário