Prefeita de Areia Branca obriga professores a participarem de desfile e ameaça corte salarial


Do Mossoró Hoje
No município de Areia Branca, os professores enfrentam uma situação controversa, onde são obrigados a participar do desfile de Emancipação Política da cidade sob a ameaça de corte em seus salários. A medida adotada pela prefeita Iraneide Rebouças gerou críticas e indignação, e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN se pronunciou veementemente contra essa decisão arbitrária.

Em nota, o sindicato classificou a atitude da prefeitura como antidemocrática, afirmando que "o método antidemocrático utilizado pela prefeitura de obrigar a categoria a participar de uma atividade, fora do dia letivo, e ainda ameaçar com corte de salário, deve ser duramente repudiado; combatido!". A nota continua enfatizando que, em vez de recorrer a medidas autoritárias, a administração municipal deveria concentrar esforços em melhorar a qualidade da educação em Areia Branca.

A situação precária das escolas da rede municipal também foi destacada, com relatos de iluminação inadequada, redes elétricas sem manutenção, banheiros inadequados, ambientes insalubres, falta de professores e materiais didáticos básicos. A comunidade escolar tem feito repetidas reivindicações e alertas sobre essas questões, mas pouco progresso tem sido feito para atender a essas demandas.

Diante da precariedade das condições de trabalho e da imposição da prefeitura, a Regional do Sinte Mossoró, em conformidade com a decisão da assembleia virtual dos trabalhadores da educação de Areia Branca realizada na noite de quinta-feira, (19), orienta que a categoria não participe do desfile de Emancipação Política do município.

0 Comments:

Postar um comentário

Curta Nossa Página

Posts Recentes

Marcadores

PREVISÃO DO TEMPO

VSFM 104,9-Voz Serrinhense