QUATRO PESSOAS SÃO PRESAS EM OPERAÇÃO QUE MIRA SUSPEITOS DE MATAR JOVEM DO RN, EM FOZ DO IGUAÇU

Jovem de 20 anos foi encontrado morto em Foz do Iguaçu (PR) — Foto: Divulgação

Quatro pessoas foram presas nesta sexta-feira (24) em uma operação que mira suspeitos de envolvimento na morte de Kauet Herique Nascimento, de 20 anos, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, em agosto deste ano.

O jovem que era de Natal, no Rio Grande do Norte foi encontrado morto em 7 de agosto em uma casa alugada por aplicativo. A investigação apurou que antes de ser assassinado, ele foi coagido a realizar diversas transações bancárias que totalizaram R$ 86 mil. Relembre outros detalhes mais abaixo.

No total foram cumpridas 20 ordens judiciais, sendo os quatro mandados de prisão contra os suspeitos cumpridos em Belém, no Pará e São Paulo, capital.

Também foram cumpridos outros quatro mandados de monitoração com uso de tornozeleira eletrônica e 12 mandados de busca e apreensão em São Paulo, na capital, em Aparecida de Goiânia, em Goiás e também em Belém, no Pará.

A polícia afirmou que chegou aos suspeitos após encontrar o chip do celular da vítima em um ralo da casa onde foi encontrado morto.

A investigação apontou que oito pessoas tiveram participação no crime, sendo três apontados como autores do assassinato e estiveram no local da morte. As outras cinco pessoas, segundo a polícia, agiram atraindo a vítima para a cidade, além de receberem os valores da extorsão, repassado para a conta de outro suspeito e auxiliado na ocultação do corpo da vítima.

Segundo a polícia, os presos possuem indicativo criminal no Pará e outros estados da federação e são considerados de alta periculosidade.

Os suspeitos devem responder pelos crime de extorsão seguida de morte e também poderão responder por roubo majorado e associação criminosa.
O caso

O corpo do jovem foi encontrado em Foz do Iguaçu na noite do dia 7 de agosto em uma casa alugada por aplicativo na Avenida Paraná, na Vila A. Segundo a polícia, o corpo apresentava sinais de violência e estava enrolado em cobertores.

À polícia, a família informou que o jovem tinha uma loja virtual de venda de celulares e com frequência vinha para Foz do Iguaçu com o objetivo de ir para o Paraguai comprar aparelhos para revender.

A família relatou que no dia 4 de agosto, Kauet compartilhou com a namorada a localização de onde estava, mas que em determinada altura da Avenida Paraná ela parou de receber informações e não conseguiu mais contato com ele desde então.

No dia 6 de agosto, a família acionou a polícia e registrou um Boletim de Ocorrência. No dia seguinte, o corpo dele foi encontrado.

Ainda de acordo com a corporação, foram identificadas transferências bancárias da conta dele de cerca de R$ 86 mil. Após as transferências em 4 de agosto, a família perdeu contato com ele.

A Polícia Civil chegou à casa onde o corpo foi encontrado através do motorista de aplicativo que informou o local onde deixou o jovem. A causa da morte foi estrangulamento, segundo o Instituto Médico Legal (IML).

G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário