Reviravolta: Laudo revela que bebê de 10 meses não sofreu violência sexual dentro de hospital em Natal

O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) informou na manhã desta terça-feira (14), que concluiu os laudos do caso de um bebê que supostamente teria sido violentado na enfermaria do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), em Natal.
Conforme informado pelo Itep, o laudo do exame de pesquisa de espermatozóide e PSA deu negativo. O exame foi feito através do líquido encontrado no bebê, na roupa que ela usava e de swabs coletados na boca e na cervical. As análises dos materiais foram feitas por mais de 12 horas, por peritos criminais que são especialistas nesse tipo pesquisa.
Além disso, o laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) não mostrou nenhum indício de agressão ou violência sexual contra a criança.

O CASO
Um homem suspeito de abusar sexualmente um bebê de 10 meses dentro do Hospital Universitário Onofre Lopes, na zona Leste de Natal, foi preso nessa sexta-feira (10).
De acordo com a mãe da vítima, o filho possui uma síndrome rara que afeta o fígado, o pâncreas e os rins, e estava internado no HUOL após a colocação de um catéter no pescoço para o início da hemodiálise.
Mãe e filho dividiam o quarto com outra família, que também estava com um bebê de 10 meses internado. Ela teria saído do quarto para beber água e, ao retornar, viu o suspeito, o pai desse outro bebê, agindo de forma estranha.
Ao ver a situação, ela chamou a equipe de enfermagem, que logo agiu para investigar o que poderia ter acontecido.
De acordo com a mãe do bebê, o resultado saiu diferente do informado pelo Itep nesta terça e o líquido encontrado na boca do bebê era esperma. Com isso, a segurança do hospital e as Polícias Civil e Militar foram acionadas e o homem foi preso em flagrante.
Nessa segunda-feira (13), a Justiça do RN manteve a prisão em flagrante do homem suspeito de abusar sexualmente do bebê. Ele, que foi preso na última sexta-feira (10), passou por audiência de custódia no sábado (11).


Fonte: Portal da 96.

Nenhum comentário:

Postar um comentário