Vereador critica cachorros na rua: ‘Pode matar. Eu parabenizo’

Foto: Reprodução

No município gaúcho de Fazenda Vilanova, a 90 quilômetros de Porto Alegre, o vereador Léo Mota (PDT-RS) criticou a presença de cachorros de rua da cidade e disse que eles poderiam ser mortos. A declaração foi feita no dia 9 de outubro em uma sessão da câmara de vereadores da cidade, mas só repercutiu nas redes sociais nos últimos dias.

Durante o início da sessão, o vereador relatou que um motociclista sofreu um acidente por desviar de um cachorro e afirmou que a cidade estava com animais “por todo lado” por conta de “algumas pessoas irresponsáveis que colocam comida na rua” e criam “bandos” de cães. Durante o seu discurso, o parlamentar disse que se um cachorro seu saísse da sua casa e entrasse na casa de uma outra pessoa, o animal poderia ser morto e o vizinho ainda seria parabenizado.

“Gente, quem quer ter um cachorro, tem que ter em casa, preso no pátio e amarrado. Eu, na casa da minha mãe, nós temos quatro. Se sair do pátio e incomodar o vizinho, pode matar e eu parabenizo quem matou. Tem que ser em casa”, afirmou Mota.

Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário