Funcionária de doceria é encontrada morta; família fala em dívidas e vício no "Jogo do Tigre".

O corpo de Silmara Sirley, de 30 anos, foi sepultado na tarde desta quarta-feira (6) após ter sido encontrada sem vida em sua residência em Santa Rita, na Grande João Pessoa, no dia anterior (5). De acordo com a família, a vítima se afundou em dívidas por vício no “Jogo do Tigre”, jogo de azar amplamente divulgado nas redes sociais por influenciadores digitais que prometem ganhos rápidos e fáceis.

Conforme relatado por Geovane Guilherme, irmão da vítima, a jovem desenvolveu um vício no chamado “Jogo do Tigre” e acumulou dívidas significativas devido às suas apostas. Ele relatou que a irmã se endividou consideravelmente devido ao envolvimento com o jogo.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais, Geovane fez um apelo para que as pessoas evitem divulgar o “Jogo do Tigre”, caracterizando-o como perigoso. Ele lamentou a perda da irmã, atribuindo-a ao vício no jogo, e pediu queque as pessoas não compartilhem o jogo, por ser uma prática prejudicial.

“Eu peço a vocês que divulgam esse jogo do tigre, não divulgue esse jogo diabólico. Hoje perdi minha irmã por conta desse vício. Não divulguem se vocês têm amor no coração”, desabafou Geovane Guilherme.

Segundo a família, Silmara chegou ao ponto de solicitar demissão de seu emprego, na tentativa de receber a rescisão contratual e quitar as dívidas acumuladas por meio do referido jogo. A mulher repetia estar viciada e teria perdido todo o seu salário em apostas. Silmara era funcionária da doceria Sonho Doce, localizada no centro de João Pessoa. Ela deixou dois filhos.

Ludopatia
A ludopatia, ou vício no jogo, é um distúrbio que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. A condição se caracteriza pela incapacidade de controlar o impulso de jogar, mesmo diante das consequências prejudiciais para a vida pessoal, social, familiar e financeira do indivíduo, conforme definido pela Organização Mundial da Saúde.

No cenário global, o mercado de apostas é considerado bilionário. Em 2020, somente no Brasil, os sites de apostas esportivas, incluindo o “BET”, movimentaram aproximadamente R$ 12,5 bilhões, conforme indicado por uma pesquisa da consultoria H2 Gambling Global. A pesquisa destaca a presença de mais de 500 sites regulamentados no país.


Nenhum comentário:

Postar um comentário