‘Número 2’ do PCC é transferido de penitenciária em Mossoró para o mesmo presídio onde está Marcola, líder da facção criminosa

Foto: reprodução

Gilberto Aparecido dos Santos, de 53 anos, mais conhecido como Fuminho e apontado pela polícia como o “número 2” do PCC (Primeiro Comando da Capital), foi transferido do Presídio Federal de Mossoró para a Penitenciária Federal de Brasília (DF), na última semana.

Agora, o condenado, que ficou 21 anos foragido da Justiça e foi preso em abril de 2020, cumpre pena no mesmo lugar em que está Marcos Williams Herbas Camanho, o Marcola, líder máximo do PCC, considerada a maior facção criminosa do Brasil.

A informação da transferência foi confirmada ao R7 pelo advogado de Fuminho, Ércio Quaresma. Segundo o defensor, apesar da afirmação das autoridades públicas de que seu cliente é uma das principais lideranças do PCC, não há provas que o vinculem à facção.

R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário