Menino de 4 Anos Morre Depois de Ser Arrastado Por Cavalo

Um menino de apenas 4 anos de idade morreu após ser arrastado por um cavalo, nesta quarta (3), no município de Surubim, no Agreste do Estado.

O caso foi confirmado pela Delegacia da 116ª Circunscrição daquele município, que foi acionada no início da tarde para registrar a ocorrência.

A princípio o caso é tratado pela polícia como acidente. No entanto, um inquérito será instaurado pela corporação para investigar as circunstâncias da morte da criança.

Segundo a Delegacia de Surubim, o caso foi registrado pela delegada titular da unidade, Morgana Mendonça.

O caso chocou a população de quase 65 mil habitantes, distante 136 quilômetros do Recife.

Embora a polícia não confirme, a vítima foi identificada como João Miguel.

Segundo informações extraoficiais, a criança foi a óbito após não resistir aos ferimentos causados pelo acidente.

Informações preliminares dão conta que a vítima estava montada no cavalo.

Em um determinado momento, o animal se assustou e saiu em disparada arrastando a criança que ficou presa pela corda.

Segundo informes repassados à polícia, o animal arrastou o menino por cerca de 500 metros e o animal só parou quando se aproximou da baía.

Procurada pela reportagem do Diario de Pernambuco, a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) informou por nota que “Segundo relatos, a vítima, uma criança de 4 anos, foi presa acidentalmente nas rédeas de um cavalo e arrastada por vários metros, no município de Surubim.

A vítima não resistiu e morreu. As investigações foram iniciadas e seguem até que o caso seja esclarecido”.

O caso aconteceu no bairro da Bela Vista, no Centro daquele município.

Após perícia feita pelo Instituto de Criminalística (IC), o corpo da criança foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Caruaru, também no Agreste do Estado.

* Focoelho via Diário do Pernambuco

0 Comments:

Postar um comentário

Curta Nossa Página

Posts Recentes

Marcadores

PREVISÃO DO TEMPO

VSFM 104,9-Voz Serrinhense