Casa na zona rural de Baraúna foi usada durante uma semana como esconderijo por fugitivos do presídio federal de Mossoró; dono foi preso


Casa na zona rural de baraúna foi usada como esconderijo pelos fugitivos de Mossoró — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Uma casa no meio da mata na zona rural de Baraúna foi usada como esconderijo pelos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró por pelo menos uma semana. Os investigadores acreditam que eles ficaram no local de sábado (17), quarto dia de buscas, até sexta (23).

Na propriedade foram encontradas embalagens de comida, lona e até um facão. O local fica a 30 quilômetros da Penitenciária Federal de Mossoró, já próximo à divisa do Rio Grande do Norte com o Ceará. O dono da casa foi preso suspeito de colaborar com a fuga.

Rogério Mendonça e Deibson Nascimento fugiram no dia 14 de fevereiro da unidade prisional. Foi a primeira fuga da história do sistema prisional brasileiro, criado em 2006. Este domingo é o 12º dia de buscas. Esta foi a terceira casa invadida pelos criminosos desde que eles fugiram do presídio.

Além da Força Nacional, o efetivo policial que busca os dois fugitivos conta com mais de 500 agentes federais e das polícias locais, helicópteros, drones e cães farejadores.

A Polícia Federal anunciou uma recompensa de até R$ 30 mil para quem tiver informações que levem à recaptura dos dois fugitivos. Os dois são ligados ao Comando Vermelho, facção de Fernandinho Beira-Mar, que também está preso na unidade federal de Mossoró.

g1

Nenhum comentário:

Postar um comentário