Fugitivos de Mossoró: com fuga pela mata e família feita refém, buscas entram no 5º dia


Foto: Divulgação

As buscas pelos fugitivos de Mossoró entram no quinto dia. São mais de 300 agentes de segurança, estaduais e federais, na busca por Deibson Nascimento e Rogério Mendonça, que conseguiram escapar da Penitenciária Federal na última quarta-feira (14). Eles abriram um buraco na parede de uma cela para sair da cadeia.

Após a fuga, os fugitivos utilizaram a mata próxima ao presídio para escapar da polícia. Como parte das buscas pelos criminosos, eles foram incluídos na lista vermelha da Interpol, que inclui os bandidos mais procurados do mundo.

O que se sabe sobre a fuga

Na noite desta sexta-feira (16), os dois fugitivos do presídio federal de Mossoró (RN) fizeram uma família refém, segundo relatos feitos aos investigadores do caso. A dupla teria levado celulares e alimentos, além de ter pedido para ver notícias.

A casa invadida pelos foragidos fica na área rural da cidade, ao final de uma rua voltada para uma região de mata. Segundo as informações repassadas pela vítima às autoridades, os dois chegaram pelo mato, por volta de 19h30, e saíram por volta de 00h30 deste sábado (17).

Segundo histórico do relato ao qual a CNN teve acesso, os dois estavam de boné, um de calça azul-claro com número (característica do presídio) e tênis azul com passador, um de camisa escura e o outro camisa clara.

“Estavam fedendo muito e com aparência suja”, contou a vítima.

Segundo o relatório, os fugitivos não pediram dinheiro, mas por comida e celulares. Quando saíram do local, eles teriam levado ovo cozido e outros alimentos em uma sacola plástica, além de dois aparelhos telefônicos e carregadores.

CNN Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário