Governo diz que vai nomear novos policiais civis em 21 de fevereiro e pede fim de paralisação no RN


O governo recebeu representantes de servidores da Segurança e policiais civis do Rio Grande do Norte, apresentou propostas sobre demandas das classes e pediu que a categoria suspenda a paralisação dos serviços extras através de diárias operacionais, iniciada na quarta-feira (7) por tempo indeterminado.

Os servidores deverão realizar uma assembleia nesta sexta-feira (9) para decidir se retomam os serviços, ou se manterão a paralisação durante o carnaval.

A reunião foi realizada na tarde de quinta-feira (8). “Na ocasião, os sindicatos foram ouvidos atentamente e dois dos quatro pontos trazidos à mesa de negociação foram atendidos: projeto de Lei do Auxílio ao Fardamento foi encaminhado para a Assembleia Legislativa e ficou definida a data de 21 de fevereiro para que os concursados da Polícia Civil sejam nomeados”, afirmou o governo em nota.

O governo ainda informou que deu o prazo de 7 de março para uma nova reunião onde deve apresentar o posicionamento sobre os outros pontos reivindicados, com maior impacto financeiro e que se encontram em avaliação.

Ainda em nota, o governo informou que fez um “apelo para que a categoria permaneça realizando o serviço extra através de Diária Operacional para que a população não seja afetada”.

No entanto, segundo o sindicato que representa os policiais civis, o Sinpol, o governo não apresentou “nada de concreto” e a data de nomeação dos novos policiais informada pelo governo já tinha sido anunciada pela governadora. De acordo com a entidade, o pedido da categoria é que o governo informe quantos policiais serão nomeados.

A entidade defende que todos os 386 candidatos aprovados no último curso de formação da Polícia Civil sejam nomeados, ou que pelo menos o governo apresente um calendário de nomeação de todos os aprovados.

Por G1

0 Comments:

Postar um comentário

Curta Nossa Página

Posts Recentes

Marcadores

PREVISÃO DO TEMPO

VSFM 104,9-Voz Serrinhense