Mais de 100 agentes da PF atuam na investigação e recaptura dos fugitivos de presídio federal, diz Ministério da Justiça

A fuga inédita dos presidiários Deibson Cabral Nascimento (33) e Rogério da Silva Mendonça (35) do presídio de segurança máxima, em Mossoró (RN), nesta quarta-feira (14), mobiliza ao menos 100 agentes federais, segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública informou em nota.

O ministério também informou que por causa da fuga será “realizada uma imediata e abrangente revisão de todos os equipamentos e protocolos de segurança nas cinco penitenciárias federais”.

De acordo com a nota, todas as medidas foram determinadas pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski. Ainda segundo o comunicado, o ministro também “instruiu a Polícia Federal (PF) para que efetuasse o registro dos nomes dos fugitivos no Sistema de Difusão Laranja da Interpol, bem como a sua inclusão no Sistema de Proteção de Fronteiras, para que sejam procurados pela comunidade policial internacional”.

A Difusão Laranja é um alerta global da polícia para informar sobre um determinado evento, uma pessoa ou algo que represente uma ameaça iminente ou perigo para as pessoas ou bens materiais.

Veja íntegra da nota das medidas adotadas pelo Ministério da Justiça:

1. Determinou a ida do secretário Nacional de Políticas Penais, André Garcia, a Mossoró, acompanhado de uma equipe de seis servidores, para a apuração presencial dos fatos e a tomada das ações cabíveis no âmbito administrativo.

2. Acionou a Direção-Geral da Polícia Federal para abertura de investigações e o deslocamento de uma equipe de peritos ao local, com objetivo de apurar responsabilidades e de atuar na recaptura dos dois fugitivos, ação que já conta com o engajamento de mais de 100 agentes federais.

3. Ordenou a mobilização das Forças Integradas de Combate ao Crime Organizado (Ficco), que congregam as polícias federais e estaduais nas ações de repressão da criminalidade organizada, para colaborarem com os esforços de localização e prisão dos foragidos.

4. Instruiu a Polícia Federal (PF) para que efetuasse o registro dos nomes dos fugitivos no Sistema de Difusão Laranja da Interpol, bem como a sua inclusão no Sistema de Proteção de Fronteiras, para que sejam procurados pela comunidade policial internacional;

5. Mobilizou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para que realize o monitoramento das rodovias sob sua jurisdição e dê suporte à recaptura dos presos.

6. Mandou que fosse realizada uma imediata e abrangente revisão de todos os equipamentos e protocolos de segurança nas cinco penitenciárias federais.

Com informações de CNN Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário