Presos tiraram ferro das paredes para usar como ferramenta em Mossoró

A fuga de dois presos da Penitenciária Federal de Mossoró, ocorrida na madrugada da quarta-feira (14), recebeu novas atualizações e um novo episódio foi revelado neste domingo (18) pelo Blog da Julia Duailibi, jornalista do portal G1, que contou novos detalhes da operação de fuga de Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento.

De acordo com a apuração de Duailibi, os presos conseguiram retirar barras de ferro de dentro das paredes do presídio, conhecidas na construção civil como vergalhões, e usaram-nas como ferramentas para conseguirem sair das celas e acessar o exterior da unidade prisional. Na publicação divulgada na manhã deste domingo, a jornalista revela ainda que as paredes das celas estavam com aparentes problemas causados por umidade, em decorrência de anos sem manutenção, o que poderia ter facilitado a ação dos detentos.

Outro detalhe apontado é que Rogério Mendonça e Deibson Nascimento estavam em Regime Disciplinar Diferenciado (RRD), o que impedia a saída deles das celas, que ainda ficam sem a vistoria diária, que costuma ser regra nas unidades de segurança máxima.

Depois de retirarem as barras de ferro, os presos revestiram as ferramentas com o próprio uniforme para evitar que o atrito do ferro com o concreto fizesse muito barulho, e usaram-nas para perfurar uma abertura na parede, onde estava instalada uma luminária.

*Jair Sampaio

0 Comments:

Postar um comentário

Curta Nossa Página

Posts Recentes

Marcadores

PREVISÃO DO TEMPO

VSFM 104,9-Voz Serrinhense