UM DOS FUGITIVOS DO PRESÍDIO FEDERAL DE MOSSORÓ JÁ HAVIA ESCAPADO E JUSTIFICADO FUGA EM CARTA; CONFIRA

Um dos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, Deibson Cabral Nascimento, de 33 anos, já havia escapado de uma penitenciária no Acre em 2011. Deibson e o comparsa, Rogério da Silva Mendonça, de 36 anos, protagonizaram a primeira fuga registrada em um presídio federal no Brasil. Em 2017, o foragido enviou uma carta à Justiça justificando sua primeira fuga como uma “tentativa de provar a inocência”.
A carta enviada à Justiça Federal, e publicada pela CNN, foi escrita quando Deibson estava preso no Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná, e pedia a transferência para um presídio estadual no Acre, alegando que queria ficar perto da família.
A fuga aconteceu em meados de 2011, na época, ele cumpria pena por um latrocínio ocorrido em 2009. “Eu tinha que sair pois estou sendo condenado por um crime que não cometi… Fugi. Fugi com apenas um objetivo: Provar a minha inocência”, diz o trecho da carta.
“Tenho alguns familiares que moram na Bolívia, Eles são pequenos agricultores. Nesse tempo que passei foragido, estava trabalhando. Senhor juiz, quero que vossa excelência me veja como ser humano. Compreenda meu desespero”, acrescentou.
Na época, o Ministério Público do Acre manifestou de forma desfavorável a transferência do preso. O órgão na época mencionou que Deibson “atuou como líder em uma rebelião e foi o responsável pela participação de diversos crimes e mandante de outros”.

Carta de Deibson Cabral Nascimento

O criminoso conseguiu ser transferido para o Acre em 2019, lá, ele foi acusado de ser um dos responsáveis por uma rebelião que terminou com cinco detentos de facções rivais mortos, três deles foram decapitados.
Após o incidente, Deibson foi transferido para o Presídio Federal de Mossoró, de onde fugiu no dia 14 de fevereiro e está foragido.

Correio Braziliense

0 Comments:

Postar um comentário

Curta Nossa Página

Posts Recentes

Marcadores

PREVISÃO DO TEMPO

VSFM 104,9-Voz Serrinhense